Pular para conteúdo
Relações com Investidores

Notícias

CIELO S.A.
CNPJ/MF 01.027.058/0001-91

Fato Relevante

A CIELO S.A. (“Companhia”) (B3: CIEL3 / OTCQX: CIOXY) comunica a seus acionistas, ao mercado em geral e aos demais interessados que, em atendimento ao disposto no Parágrafo 4o do Artigo 157 da Lei no 6.404/76 e Instrução CVM no 358/2002, revisou suas estimativas para 2017, conforme segue: 

 

Indicadores Estimativas Anteriores Estimativas Revisdas Acumulado 6 meses
Crescimento do Volume Financeiro Cielo Brasil* 4% a 6% 4% a 6% 4,8%
Cielo Brasil e Cateno: Custos e Despesas Totais 4% a 6% 0% a 2% -4,7%
CAPEX (compra de terminais de captura) R$400mn R$150mn a R$200mn R$74,0mn

*Considerando volume de crédito e débito


A variação do gasto total da Cielo Brasil e Cateno de forma conjunta, excluindo a amortização de ágio, foi revisada em função de uma menor inflação esperada e melhor controle de custos e despesas. O intervalo anterior de 4% a 6% passou para 0% a 2%.Com o crescimento do volume capturado de crédito e débito atingindo 4,8%, no acumulado dos seis primeiros meses, a Companhia reitera a expectativa de crescimento entre 4% a 6% para o ano de 2017.

Finalmente, no que se refere a investimento em terminais de captura, tal estimativa foi revisada para um total entre R$150mn a R$200mn, ao invés de R$400mn anteriormente divulgados. A razão para tal alteração está relacionada ao menor ritmo de afiliação e maior mortalidade de lojistas, principalmente no varejo, em face do cenário macroeconômico. O impacto do modelo multivan, no qual as bandeiras Elo, Amex e Hiper, passaram a ser aceitas pelos adquirentes participantes do projeto, também geraram efeitos sobre a dinâmica de investimentos em terminais da companhia. Por fim, o ritmo mais gradual de implementação de novas capturas também sugere menor necessidade de investimentos nos próximos meses.


Barueri, 1 de agosto de 2017.

CLOVIS POGGETTI JUNIOR
Vice-Presidente Executivo de Finanças e Diretor de Relações com Investidores