Pular para conteúdo
Relações com Investidores

Dívida Introdução

DÍVIDA – INTRODUÇÃO
 
Para 2017 estamos considerando o EBITDA Ajustado como métrica para o múltiplo da Dívida Líquida. O EBITDA Ajustado considera a receita bruta com Antecipação de Recebíveis.
 
A Cielo tem um perfil de dívida de baixo risco: 
  • Baixo grau de alavancagem financeira:
    • Total Dívida Líquida (31 de dezembro de 2016): R$ 8,1 bilhões
    • Dívida Líquida/ EBITDA Ajustado: 1,0x. 
  • Baixa necessidade de Investimentos em bens de capital (“Capex”): aproximadamente R$ 400 milhões para 2017
  • Atualmente, alternativas conservadoras e de baixo custo são preferidas:
    • BNDES - Finame (Aquisição de terminais POS)
    • “Ten Years Bonds”
    • Debêntures (Públicas e Privadas)
    • Operação de Empréstimo
    • Antecipação de Recebíveis com Bancos Emissores
    • FINEP
 
 
DÍVIDA - EVOLUÇÃO
 
A relação dívida líquida/EBITDA ajustado à receita de antecipação de recebíveis, em 31 de sdezembro de 2016 era de 1,0x.
 
 
 
DÍVIDA - CRONOGRAMA DE AMORTIZAÇÃO
 
Calendário de amortização da dívida (Principal + Juros)
 
 
DÍVIDA – “RATING”
 
  • Rating é uma classificação dada por agências especializadas sobre a qualidade de crédito de uma empresa com relação a suas obrigações financeiras
  • Os bonds emitidos pela Cielo foram avaliados por grandes agências especializadas e tiveram ótimas classificações:
 
Agência     Rating Moeda Estrangeira        Escala Nacional Perspectiva Última Atualização    
Moody’ Ba1  - Negativa Fevereiro/2016
Fitch BB+ BBB- (bra) Negativa Maio/2016
 
Acesse os relatórios:
 
 
DÍVIDA - BONDS
                                                           CIEL3 3,750% NOV/2022
Moeda Dólar
Principal US$875.000.000
Data Inicial dos Juros 16 de novembro de 2012
Duração 10 anos
Cupom 3,750%
Preço de Emissão 99,316%
Vencimento 16 de novembro de 2022
Frequência do Cupom Semestral
ISIN US17178FAA49

 

 
 
  • Valor total de US$875 milhões
             - US$405 milhões emitidos pela subsidiária Cielo USA, para aquisição da Merchant e-Solutions 
             - US$470 milhões emitidos pela Cielo S.A., para financiamento de capital de giro
 
  • Os bonds foram emitidos juros de 3,75% ao ano. Os juros são pagos semestralmente e o principal em novembro de 2022
  • Os bonds são um instrumento financeiro natural e eficaz de hedge contra o risco de variação cambial no investimento no exterior
 
DÍVIDA – FINAME
 
Para a linha de crédito com o BNDES, o montante ao final do 4T16 foi de R$268,7 milhões, a uma taxa média ponderada de encargos financeiros de 8,3'% ao ano. 
 
 
DEBÊNTURES PÚBLICAS
 
A Companhia realizou, no dia 13 de abril de 2015, emissão de debêntures públicas com prazo de vigência de 36 meses no montante total de R$4,6 bilhões, com remuneração de 105,8% do CDI. Conforme demonstrado na gráfico acima, o valor nominal unitário será amortizado em 3 parcelas anuais,  e o primeiro pagamento já ocorreu em 13 de abril de 2016, no montante total de R$1.863,8 milhões, sendo R$1.533,3 milhões referente ao saldo principal e R$330,5 milhões referente aos juros.
 
 
DEBÊNTURES PRIVADAS
 
A Companhia realizou, no dia 27 de fevereiro de 2015, a 1ª, a 2ª e a 3ª emissões de debêntures privadas com vencimento em 30 de dezembro de 2023 no montante total de R$3,5 bilhões, com uma opção de put/call de 05 anos. A remuneração das Debêntures Privadas contemplará juros remuneratórios baseados na variação percentual acumulada de 100,00% a 111,00% da taxa média diária de juros dos DI - Depósitos Interbancários, conforme tabela abaixo:
 
1ª emissão: R$2,4 bilhões - 111% do CDI
2ª emissão: R$0,7 bilhão -  111% do CDI após 31.03.2015
3ª emissão: R$0,4 bilhão - 100% do CDI desde a Data de Integralização até o dia em que for destituído o “Comitê de Transição” ou até o fim do período de 9 (nove) anos, contados a partir de data base a ser definida em aditamento da Escritura.
 
Os juros remuneratórios serão pagos semestralmente a partir da data de emissão, exceto pelo último período de capitalização que será mais curto, pois terá início em 27 de agosto de 2023 e encerrará com pagamento na Data de Vencimento, juntamente com o valor principal.
 
 
OPERAÇÃO DE EMPRÉSTIMO
 
Em 22 de dezembro de 2016, foi contratada operação junto ao BTMU no valor de US$297,3 milhões, equivalente a R$1,0 bilhão que contempla juros remuneratórios pré-fixados de 1,78% ao ano para o período de 22 de dezembro de 2016 à 21 de março de 2017 e 1,88% ao ano para período de 22 de março de 2017 até vencimento do contrato em 21 de junho de 2017. Adicionalmente,a companhia contratou Swap com o objetivo de proteger o referido empréstimo de oscilações relacionadas à variação cambial e taxa de juros, tendo a ponta passiva (remuneração do banco), considerados todos os custos da operação, equivalentes a 101,4% da taxa média diária de juros dos DI – Depósitos Interbancários. Os juros do empréstimo e as liquidações do instrumento financeiro contratados serão pagos em 21 de março de 2017 e 22 de junho de 2017, este último em conjunto com o saldo principal do empréstimo.