Pular para conteúdo
Relações com Investidores

Política de Comunicação

COMUNICAÇÃO
 
Responsável: Vice-Presidência Executiva de Desenvolvimento Organizacional / Vice-Presidência Executiva de Produtos e Negócios
Versão: 02
Data de Atualização: 15/06/2015
 
 
Histórico de Revisões
 
Versão: 01
Data de Emissão: 03/06/2013
Elaboração do Documento
 
Versão: 02
Data de Emissão: 15/06/2015
Inclusão dos itens Abrangência (II), Documentação Complementar (III), Conceitos e Siglas (IV), Responsabilidades (V), Gestão de Consequências (VII) e Exceções (VIII).
Substituição da expressão “partes interessadas” por “stakeholders”.
 
I. Objetivo
 
Preservar a imagem e a reputação da Cielo junto aos stakeholders, engajando-os de forma proativa em uma comunicação clara, tempestiva e transparente pautada nos nossos valores.
 
 
II. Abrangência
 
Todos os administradores (conselheiros e diretores) e colaboradores da Cielo S.A.
 
 
III. Documentação Complementar
 
  • Normas internas aperfeiçoadas constantemente, aprovadas pelas alçadas competentes e disponibilizadas a todos os colaboradores.
  • Política de Divulgação revisada regularmente e aprovada pelo Conselheiro de Administração.
 
 
IV. Conceitos e Siglas
 
  • VPE: Vice-Presidência Executiva
  • Stakeholders: são todos os públicos relevantes com interesses pertinentes à companhia, ou ainda, indivíduos ou entidades que assumam algum tipo de risco, direto ou indireto, em face da sociedade. Entre outros, destacam-se: acionistas, investidores, colaboradores, sociedade, clientes, fornecedores, credores, governos e órgãos reguladores, concorrentes, imprensa, usuários dos meios de pagamento e organizações não governamentais.
 
 
V. Responsabilidades
  • Administradores e Colaboradores: Observar e zelar pelo cumprimento da presente Política e, quando assim se fizer necessário, acionar a VPE de Produtos e Negóciso ou a de Desenvolvimento Organizacional para consulta sobre situações que envolvam conflito com esta Política ou mediante a ocorrência de situações nela descritas. 
  • VPE de Produtos e Negócios e a Diretoria de Marketing: São responsáveis pela atualização dessa Política no que se refere ao público externo. 
  • VPE de Desenvolvimento Organizacional, o Centro de Expertise de Recursos Humanos e a área de Endomarketing: São responsáveis pela atualização dessa Política no que se refere ao público interno da Cielo.
  • VPE de Desenvolvimento Organizacional e a VPE Produtos e Negócios: São responsáveis pela definição das ações de gestão de consequência referentes à não observação do que essa Política determina.
  • Fórum de Divulgação: Rever, supervisionar e formalizar procedimentos para a preparação de informações a serem divulgadas ao mercado;
 
 
VI. Diretrizes 
 
1. Processos, recursos, relações com stakeholders e identidade da marca são administrados pela Companhia, com a ciência de que todos esses fatores impactam em sua imagem e consistem em uma forma de comunicação. 
 
2. Nossa matriz de comunicação prevê o alinhamento de ações entre si a fim de promover os valores, a cultura e os objetivos de negócio permitindo a Companhia criar, manter ou transformar a sua reputação. 
 
3. As ferramentas de marketing utilizadas pela companhia devem seguir os preceitos éticos, respeitar os clientes, os espaços públicos e o meio ambiente, garantindo uma comunicação que não seja enganosa ou abusiva. As ações de marketing são pautadas pelas boas práticas de mercado e por órgãos reguladores da comunicação publicitária.
 
4. Por meio da comunicação interna é definido um conjunto de atributos que são imprescindíveis para garantir a construção de uma visão compartilhada sobre os objetivos organizacionais e o foco necessário para atingi-los. Os atributos são: I. Tempestividade, II. Transparência, III. Relevância para quem ouve, IV. Liberdade para cada colaborador poder se expressar e perguntar.
 
5. A liderança é responsável pela execução da estratégia de comunicação interna e deve garantir que todos os seus atributos sejam atendidos simultaneamente.
 
6. Canais de comunicação devem ser disponibilizados aos colaboradores, com o intuito de promover um ambiente em que a informação possa trafegar de acordo com os quatro atributos da estratégia.
 
7. O diálogo aberto, transparente, tempestivo, íntegro e relevante com os stakeholders é praticado e valorizado na Companhia.
 
8. A Cielo, por ser uma entidade privada, reserva-se ao direito de manter a confidencialidade dos assuntos que considera estratégicos, respeitando as exigências legais aplicáveis à comunicação.
 
9. Os porta-vozes autorizados podem representar a Companhia interna ou externamente junto a diferentes públicos de interesse ou indicar, por sua responsabilidade, outro colaborador para isso, de acordo com as diretrizes de comunicação.
 
10. A Cielo não autoriza a divulgação de seu nome, marca ou a vinculação de sua imagem sem a prévia aprovação das esferas competentes, de acordo com as diretrizes de comunicação da Companhia.
 
11. A Cielo mantém perfis institucionais no Twitter, Facebook, Linkedin e Youtube, além de canais de atendimento ao cliente. Para garantir que os canais sejam corretamente usados, a Cielo definiu um Guia de Atuação em Redes Sociais, disponível na intranet da companhia. Para casos não especificados no Guia, os colaboradores devem procurar a Diretoria de Marketing.
 
 
VII. Gestão de Consequências
 
Colaboradores, fornecedores ou outros stakeholders que observarem quaisquer desvios às diretrizes desta política, poderão relatar o fato ao Canal de Ética (www.canalconfidencial.com.br/cielo ou 0800 775 0808), podendo ou não se identificar.
Internamente, a não observância das determinações dessa política irá acarretar em ações de gestão de consequência que poderão variar desde uma orientação sobre como proceder para anular ou ao menos minimizar os eventuais problemas criados até a demissão por justa causa dos responsáveis. 
Em casos externos, o descumprimento das diretrizes desta Política enseja a aplicação de medidas cíveis e/ou criminais conforme a respectiva gravidade do descumprimento.
 
 
VIII. Exceções
 
As exceções à essa política deverão ser aprovadas pelo Diretor Presidente, pelo VPE de Produtos e Negócios, quando se referir ao público externo, e pelo VPE de Desenvolvimento Organizacional, quando se referir ao público interno.
 
 
IX. Disposições Gerais
 
1. É competência do Conselho de Administração da Companhia alterar esta Política sempre que se fizer necessário.
 
2. Esta Política entra em vigor na data de sua aprovação pelo Conselho de Administração e revoga quaisquer normas e procedimentos em contrário.
 
Barueri, 26 de junho de 2015.
 
Cielo S.A.
 
(Política de Comunicação aprovada em Reunião do Conselho de Administração da Cielo S.A. em 26 de junho de 2015)