Pular para conteúdo
Relações com Investidores

Política de Gestão de Recursos Humanos

GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS
 
Responsável: Vice-Presidência Executiva de Desenvolvimento Organizacional 
Versão: 02
Data de Atualização: 26/06/2015
 
 
Histórico de Revisões
 
Versão: 01
Data de Emissão: 03/06/2013
Histórico: Elaboração do Documento
 
Versão: 02
Data de Emissão: 26/06/2015
Histórico: 
Inclusão dos itens Abrangência (II), Documentação Complementar (III), Conceitos e Siglas (IV), Responsabilidades (V), Gestão de Consequências (VII) e Exceções (VIII).
Atualização do item 2.2.
 
 
I. Objetivo
 
Definir os Princípios e a Estratégia de Gestão de Recursos Humanos envolvidos na operação da Cielo e a governança necessária para dar suporte a essa estratégia.
 
 
II. Abrangência
 
Todos os administradores (diretores) e colaboradores da Cielo S.A.
 
 
III. Documentação Complementar
 
Legislações trabalhistas vigentes no âmbito federal, estadual e municipal.
Normas internas aperfeiçoadas constantemente, aprovadas pelas alçadas competentes e disponibilizadas a todos os colaboradores.
 
 
IV. Conceitos e Siglas
 
VPE: Vice-Presidência Executiva
Stakeholders: são todos os públicos relevantes com interesses pertinentes à Companhia, ou ainda, indivíduos ou entidades que assumam algum tipo de risco, direto ou indireto, em face da sociedade. Entre outros, destacam-se: acionistas, investidores, colaboradores, sociedade, clientes, fornecedores, credores, governos e órgãos reguladores, concorrentes, imprensa, usuários dos meios eletrônicos de pagamento e organizações não governamentais.
 
 
V. Responsabilidades
 
Administradores e Colaboradores: Observar e zelar pelo cumprimento da presente Política e, quando assim se fizer necessário, acionar a VPE de Desenvolvimento Organizacional para consulta sobre situações que envolvam conflito com esta Política ou mediante a ocorrência de situações nela descritas. 
VPE de Desenvolvimento Organizacional: É a guardiã dessa Política e responsável pelo seu aperfeiçoamento, atualização, comunicação para os públicos relacionados, publicação e ativação dela e das normas e procedimentos que a suportam. É também responsável pela definição das ações de gestão de consequência referentes a não observação do que essa Política determina.
 
 
VI. Diretrizes 
 
1. Princípios
 
1.1. A diversidade e dignidade do ser humano são respeitadas, não se admitindo atos discriminatórios, de preconceito, de intimidação ou assédio de qualquer natureza em qualquer situação. A Cielo considera que o respeito a diversidade de ideias está no seu jeito de ser e isso se reflete na atitude de todos os seus colaboradores.
1.2. A Cielo valoriza a transparência e diálogo aberto como instrumentos de aperfeiçoamento da organização.
1.3. A Cielo está compromissada com as convenções da Organização Internacional do Trabalho (OIT), com a defesa e proteção aos Direitos Humanos e Direitos da Criança e segue exigências, normas e convenções legais pertinentes às relações e ambiente de trabalho.
1.4. A Cielo valoriza e fomenta o equilíbrio entre trabalho, saúde e família através de diversas ações.
1.5. A Cielo respeita o direito dos colaboradores a livre associação sindical e ao direito à negociação coletiva.
1.6. Os talentos são da Cielo e não de áreas específicas.
 
2. Proposta de valor
A Estratégia de Gestão de Recursos Humanos está sintetizada em duas propostas de valor que tem o objetivo de garantir a geração de valor para acionistas, colaboradores e demais pessoas envolvidas na operação da Cielo. Essa geração de valor se dá através da gestão ótima do capital humano envolvido na operação da Companhia.
 
2.1. A Proposta de Valor para o Acionista tem o objetivo de definir como a gestão ótima do capital humano envolvido na operação da Cielo pode contribuir para a sustentabilidade do negócio. Essa proposta estabelece que o principal canal de geração desse valor é a liderança da Companhia. Ela se materializa através de ações que são segmentadas em cinco pilares conforme a figura abaixo.
 
Imagem com a proposta de valor para o acionista e seus cinco pilares
 
 
2.2. A Proposta de Valor para o Colaborador tem o objetivo de fomentar o seu engajamento através do vínculo emocional com o trabalho e com a Companhia. Essa proposta, portanto, tem a ambição de oferecer ao colaborador as condições que ele precisa para renovar diariamente a sua vontade de vir trabalhar na Cielo. A proposta estabelece que a meritocracia é a premissa inegociável sobre o qual ela se sustenta. A proposta se materializa através de ações que são segmentadas em quatro pilares conforme a figura abaixo, independentemente do gênero, idade, etnia, nacionalidade e formação acadêmica.
 
Imagem com a proposta de valor ao colaborador e seus quatro pilares
 
 
VII. Gestão de Consequências
 
Colaboradores, fornecedores ou outros stakeholders que observarem quaisquer desvios às diretrizes desta Política, poderão relatar o fato ao Canal de Ética (www.canalconfidencial.com.br/cielo ou 0800 775 0808), podendo ou não se identificar.
Internamente, a não observância das determinações dessa Política irá acarretar em ações de gestão de consequência que poderão variar desde uma orientação sobre como proceder para anular ou ao menos minimizar os eventuais problemas criados até a demissão por justa causa dos responsáveis.
Em casos externos, o descumprimento das diretrizes desta Política enseja a aplicação de medidas cíveis e/ou criminais conforme a respectiva gravidade do descumprimento.
 
 
VIII. Exceções
 
As exceções à essa Política deverão ser aprovadas pelo Diretor Presidente e pelo VPE de Desenvolvimento Organizacional.
 
 
IX. Disposições Gerais
 
 
É competência do Conselho de Administração da Companhia alterar esta Política sempre que se fizer necessário.
Esta Política entra em vigor na data de sua aprovação pelo Conselho de Administração e revoga quaisquer normas e procedimentos em contrário.
 
Barueri, 26 de junho de 2015.
 
Cielo S.A.
 
(Política Anticorrupção aprovada em Reunião do Conselho de Administração da Cielo S.A. em 26 de junho de 2015)