Pular para conteúdo
Relações com Investidores

Política de Dividendos

POLÍTICA DE DIVIDENDOS
 
 
1. Regras sobre retenção de Lucros
 
Além das regras aplicáveis conforme a Lei das Sociedades por Ações, conforme o Estatuto Social, a Companhia poderá manter a reserva de lucros estatutária denominada "Reserva de Expansão", que terá por fim financiar a expansão das atividades da Companhia e/ou de suas empresas controladas e coligadas, inclusive por meio da subscrição de aumentos de capital, a qual será formada com até 50% (cinquenta por cento) do lucro líquido do exercício ajustado na forma prevista pelo artigo 202 da Lei de Sociedades por Ações e cujo saldo, somado aos saldos das demais reservas, excetuadas a reserva de lucros a realizar e a reserva para contingências, não 
poderá ultrapassar 100% (cem por cento) do capital social subscrito da Companhia.
 
2. Regras sobre distribuição de dividendos
 
A declaração anual de dividendos, incluindo o pagamento de dividendos além do dividendo obrigatório, exige aprovação em Assembleia Geral por maioria de votos e irá depender de diversos fatores. Dentre estes fatores estão os resultados operacionais da 
Companhia, sua condição financeira, necessidades de caixa, perspectivas futuras e outros fatores que o Conselho de Administração e acionistas julguem relevantes. O Estatuto Social da Companhia estabelece o pagamento de dividendo mínimo 
obrigatório aos acionistas de, pelo menos, 30,0% do lucro líquido apurado nas demonstrações financeiras, ajustado de acordo com a Lei das Sociedades por Ações, a não ser que os administradores informem à Assembleia Geral que a distribuição seria 
incompatível com a condição financeira e a distribuição do dividendo obrigatório for consequentemente suspensa. Não há intenção da Companhia em modificar esta política para estabelecer outros fatores determinantes para a decisão de distribuir dividendos. O Conselho de Administração pode, nos termos da Lei das Sociedades por Ações, e observados os resultados operacionais da Companhia, sua condição financeira, necessidades de caixa, perspectivas futuras e outros fatores, deliberar pelo 
pagamento de dividendos intercalares.
 
3. Periodicidade das Distribuições de Dividendos
 
Semestralmente. A Companhia, com o objetivo de tornar mais previsível para seus acionistas as datas de pagamentos de dividendos e/ou juros sobre capital próprio, informou em Fato Relevante, divulgado no dia 29 de setembro de 2009, que referidos pagamentos, são realizados duas vezes ao ano, ao final dos meses de março e setembro, levando em consideração os resultados do segundo semestre do exercício anterior e do primeiro semestre do exercício corrente, respectivamente.